Berço da Pátria

Campanhas Cívicas

Semana da Inconfidência 2.000 Semana da Inconfidência 2.000 Semana da Inconfidência 2.000

Semana da Inconfidência 2000


Belo Horizonte - Bairros Gutierrez, Barroca e Grajau



Semana da Inconfidência 2.000

A partir dos primeiros dias de março até o dia 15 de abril foram colocadas faixas, substituídas semanalmente, nas Ruas Catete e Campos Elíseos noticiando programa que seria realizado e convidando os moradores a cooperar.

A partir dos primeiros dias de abril foram colocados cartazes comunicando o evento nas lojas, padarias, sacolões, bancas de revistas e farmácias dos três bairros.

Na semana de 9 a 15 de abril, por 4 dias, duas horas por dia, um carro de som fez a conclamação aos moradores.

Na mesma semana de 9 a 15 de abril dois casais jovens foram a cerca de mil residências localizadas nos logradouros que seriam ornamentados, entregando aos moradores um tablóide, um folheto e uma folha com a bandeira mineira e franjas vermelhas, e solicitando que enfeitassem suas janelas e adquirissem uma bandeira de Minas para conservar em casa.

Nos dias 17 e 18 de abril foram colocados, encimando os logradouros, 50 cordões com 30 bandeirinhas de Minas (1.500 bandeirinhas), e 300 postes e árvores foram “vestidos” com tecido vermelho e branco até 2m de altura (800m de tecido de 1m de largura foram transformados em 3.200m de faixas de 25cm de largura). Alguns postes foram ornamentados também com florais de papel crepom nas mesmas cores.

Foram distribuídos e entregues 5.000 tablóides, 5.000 folhetos, 5.000 bandeiras de Minas, em papel e colocados 100 cartazes em escolas e estabelecimentos comerciais.

Em março foi enviada correspondência, 52 ao todo, para as editorias da cidade, colunistas sociais e agendas dos jornais, além de produtores de rádio e televisão; também para órgãos municipais e estaduais ligados à cultura e à educação; CDL, SEBRAE, legislativo, judiciário e outros. Aos principais veículos de comunicação, no início da Semana da Inconfidência, foi enviado mais um “release” por fax.

As TV’s Record, Rede Minas, Canal 23 e Canal 30, as Rádios Inconfidência e América e o jornal Diário da Tarde fizeram a cobertura da homenagem, e os moradores se externaram favoravelmente.

Houve bastante receptividade à idéia da ornamentação, e muitos disseram que não enfeitaram suas casa porque não encontraram o material adequado para adquirir.

Realmente, verifiquei que nem nos bairros, nem nas lojas do centro da cidade, se encontravam bandeiras e faixas à venda, de modo que no próximo ano vou atuar junto aos comerciantes para oferecerem, com a necessária antecedência, aquele material. E assim, dentro de poucos anos, o colorido será total.