Berço da Pátria

Campanhas Cívicas

Semana da Inconfidência 1.999 Semana da Inconfidência 1.999 Semana da Inconfidência 1.999

Semana da Inconfidência 1999


Semana da Inconfidência 1.999

Caminhada em homenagem a Tiradentes, realizada em 16 – 04 – 99, ao longo das Ruas Campos Elíseos e Bernardino de Lima, entre a Rua Contria e a Av. Francisco Sá – Barroca e Gutierrez – Belo Horizonte

A partir do dia 15 de março foram colocadas quatro faixas com a efígie de Tiradentes, trocadas semanalmente com dizeres diferentes, totalizando 20 faixas. No dia 16 foram colocados vinte cordões com bandeirinhas de Minas também ao longo do percurso, dando um belo colorido aos logradouros. Com a necessária antecedência fiz circular em dias alternados um carro de som convidando a população a participar. Coloquei em padaria, bares, sacolões e farmácias das imediações cartazes alusivos. Visitei os colégios dos dois bairros convidando-os para participar e lhes dei bandeirinhas de Minas, e também uma efígie colorida de Tiradentes de 60 cm X 60 cm, de plástico, para ser colocada na parede.

O dispositivo da caminhada foi:

Semana da Inconfidência 1.999
O Cmt. da 4ª Divisão do exército gentilmente cedeu a banda de música mas ela não pôde fazer o percurso, tocando apenas no seu início, e depois se deslocando para o final, onde também tocou.

Ao longo dos 1.100 m do itinerário, que começou na esquina da Rua Contria com a Rua Campos Elíseos e ao longo desta, prosseguindo pela Rua Bernardino de Lima até a Av. Francisco Sá – os moradores aplaudiram e os escolares agitavam bandeirinhas. - Muitas casas e prédios enfeitaram suas janelas com as cores de Minas Gerais.

O resultado final não foi o que desejávamos, pois a participação popular foi pequena, embora entusiasmada, e apenas o Diário da Tarde publicou uma foto e as rádios Inconfidência e Itatiaia fizeram reportagem.

A partir do dia 15 de março foram colocadas quatro faixas com a efígie de Tiradentes, trocadas semanalmente com dizeres diferentes, totalizando 20 faixas. No dia 16 foram colocados vinte cordões com bandeirinhas de Minas também ao longo do percurso, dando um belo colorido aos logradouros. Com a necessária antecedência fiz circular em dias alternados um carro de som convidando a população a participar. Coloquei em padaria, bares, sacolões e farmácias das imediações cartazes alusivos. Visitei os colégios dos dois bairros convidando-os para participar e lhes dei bandeirinhas de Minas, e também uma efígie colorida de Tiradentes de 60 cm X 60 cm, de plástico, para ser colocada na parede.