Berço da Pátria

Artigos


A BANDEIRA DE MINAS GERAIS


Os Autos de Devassa registram que os Inconfidentes estudaram a criação de uma bandeira, e Tiradentes sugeriu que ela contivesse um triângulo representando as pessoas da Santíssima Trindade, não fazendo nenhuma referencia à sua cor nem à do fundo. Alguns historiadores entendem que seria um triângulo eqüilátero, outros que três triângulos eqüiláteros concêntricos.

Proclamada a República, em Minas foi adotada a bandeira dos inconfidentes, porém com a cor do triângulo não definida, ora verde, ora vermelha. Finalmente, a Lei Estadual n° 2.793, de 08-01-1963, decretou que a cor é a vermelha. Continua o dístico Libertas Quae Sera Tamen, proposto por Alvarenga Peixoto.

Seu desenho e forma são: um retângulo branco com 20 módulos de comprimento e 14 de largura; ao centro, o triângulo eqüilátero tem 8 módulos de lado. A posição das palavras latinas é a que se vê sempre: Libertas Quae Sera Tamen.








Reconhecimento da Pátria aos Inconfidentes

Visualizar em PDF